Sociedade Plural: Notícias de Cachoeira, Notícias Recôncavo Baiano, Arte e Cultura Afro Brasileira...

Notícias de Cachoeira, Recôncavo Baiano e Cultura Afro Brasileira

Imagem: negro no poder
Imagem: Paulo Sérgio

Opinião

Fatos e Opinião
Imagem: instrumento médico

Pandemia da Covid-19

Noticias da Covid-19
Imagem: Segundo autor

Empregos

Empregos no Recôncavo

Juliano Moreira, primeiro médico negro no Brasil

 O médico psiquiatra, Juliano Moreira foi o primeiro médico negro no Brasil

imagem do médico Juliano Moreira

Juliano Moreira nasceu em Salvador no dia 6 de janeiro de 1873 e faleceu no dia 2 de maio de 1933, é considerado como o fundador da disciplina psiquiátrica no Brasil, ele foi um adepto do 'Sigmund Schlomo Freud, médico neurologista e psiquiatra criador da psicanálise'.

Juliano era negro e pobre, filho de Galdina Joaquina do Amaral e Manoel do Carmo Moreira Júnior, sua mãe trabalhava de empregada doméstica  na casa de Luís Adriano Alves de Lima Gordilho, Barão de Itapoã, padrinho de Juliano Moreira. 

Em 1886, Juliano entrou na faculdade de medicina em Salvador, com apenas 13 anos de idade, 2 anos antes da abolição da escravatura, Juliano, combateu o racismo cientifico que estava se popularizando naquela época; ele  se opunha a 'Raimundo Nina Rodrigues que foi médico legista, psiquiatra, professor, escritor, antropólogo e etnólogo brasileiro e notório eugenista'; para Nina Rodrigues as doenças mentais era resultado da miscigenação social, como os negros fossem inferiores, Juliano afirmava que a etnia não favorecia nem dificultava a ocorrência de doenças mentais.

1891, Juliano Moreira já tinha livro publicado, ele começou a compreender que doença mental não era fraqueza moral.

1903, Juliano Moreira assume a administração do hospital dos alienados e propôs um tratamento mais humanizado para os pacientes sobre os seus cuidados psiquiátricos.

Somente após a morte de Galdina Joaquina do Amaral, sua mãe, quando Juliano tinha 13 anos de idade, é que ele foi reconhecido pelo seu pai, Manoel do Carmo Moreira Júnior, português, inspetor de iluminação pública.

Juliano Moreira é doutorado em 1896, sua tese é aprovado em primeiro lugar, com nota máxima, nesse momento, passou a figurar entre os redatores da Gazeta Médica da Bahia.

'De 1895 a 1902, realizou cursos e estágios sobre doenças mentais e visitou muitos asilos na Alemanha, Inglaterra, França, Itália e Escócia. Mas, além de viagens de estudos, já era obrigado a procurar com frequência, especialistas e clínicas para consultas sobre sua própria doença. Juliano Moreira sofria de tuberculose'.

Share:

Anúncio

Anúncio

Livro Racismo Estrutural - Silvio Almeida

Campanha: Doe Sangue, salve vidas!

Imagem: logo do EMOBA

Entre em contato através do telefone (71) 3116-5643, de segunda a sexta-fera, das 8h às 16h, ou envie um e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br.



Anúncio

Anúncio

Utilizamos Cookies

Utilizamos cookies para analisar o nosso tráfego. Ao navegar pelo nosso site você concorda com a Política de Privacidade.