Sociedade Plural: Notícias de Cachoeira, Notícias Recôncavo Baiano, Arte e Cultura Afro Brasileira...

Notícias de Cachoeira, Recôncavo Baiano e Cultura Afro Brasileira

Imagem: negro no poder
Imagem: Paulo Sérgio

Opinião

Fatos e Opinião
Imagem: instrumento médico

Pandemia da Covid-19

Noticias da Covid-19
Imagem: Segundo autor

Empregos

Empregos no Recôncavo

A Sociedade brasileira na visão de um conservador

 

A sociedade brasileira na visão do conservador Alexandre Garcia  


Imagem de um jornal


Em palestra, o jornalista Alexandre Garcia, disse: “Digamos que seja possível a gente trocar de população com o Japão, que a gente transferisse 210 milhões de brasileiros, para o arqueólogo japonês e trouxesse os 153 milhões de japonês para o continente brasileiro e esperarmos 10 anos para ver o que aconteceria aqui, lá eu não quero pensar… Lá devemos esquecer, aqui com esse solo, com essa extensão do solo brasileiro, com regime de chuvas, com esse solo, com esse litoral, com esse subsolo, com esse clima, alguém teria dúvida que os japoneses, transformaria tudo isso aqui em primeira potência do mundo em 10 anos, tá bom! o que vocês estão reconhecendo, que um povo que ponhe os pés sobre esse solo, em 10 anos pode transformar esse país em primeira potência do mundo, como os japoneses não virão, vocês tão reconhecendo que a responsabilidade é nossa, muito obrigado”. O jornalista, atribui responsabilidade ao povo brasileiro por não ter nível de desenvolvimento social, igual ao povo japonês; o que o jornalista não fala que a sociedade brasileira é uma democracia bem nova, se comprar com a milenar, sociedade nipônica; que todos os bônus e ônus é de uma elite atrasada, que governa este país há séculos. Foi a partir da constituinte de 1988, com garantias fundamentais e sociais que a história de nossa jovem pátria, começou delinear os contornos que tem hoje. Os governantes sempre tiveram o interesse de manter uma parte da sociedade a margem dos seus anseios. Um país que proibi que uma parte importante do povo que venham frequentar as escolas; como a Lei n. 1, de 1837, e o Decreto nº 15, de 1839, essa lei vai durar até 1934, diz o Artigo 3º São proibidos de frequentar as Escolas Públicas: 1º Todas as pessoas que padecerem moléstias contagiosas. 2º Os escravos, e os pretos Africanos, ainda que sejam livres ou libertos; e não as crias com a demanda recorrente a estes estabelecimentos, esta elite que está aí, espera o que, milagres do nosso povo. 
Share:

Campanha: Doe Sangue, salve vidas!

Imagem: logo do EMOBA

Entre em contato através do telefone (71) 3116-5643, de segunda a sexta-fera, das 8h às 16h, ou envie um e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br.



Utilizamos Cookies

Utilizamos cookies para analisar o nosso tráfego. Ao navegar pelo nosso site você concorda com a Política de Privacidade.