Sociedade Plural: Diversidade Cultural, Arte e Cultura Afro Brasileira...

A suposta defesa da escravidão por parte do jornalista Sérgio Camargo

 Fundação Palmares: O STJ, suspendeu a suspensão da nomeação do Sérgio Nascimento Camargo

Bandeira brasileira

O STJ, suspendeu a suspensão da nomeação do Sérgio Nascimento Camargo para a fundação Palmares. Ele foi nomeado em 27 de novembro de 2019, mas, no dia 4 de dezembro o juiz Emanuel José Matias Guerra, da 18.ª Vara Federal do Ceará, suspendeu a nomeação do jornalista Sérgio Nascimento de Camargo à Presidência da Fundação Palmares. Em publicação, Sérgio Camargo já havia dito: ‘Negros sempre ESCRAVIZARAM negros. Escravizam até hoje na África. Quer reparação histórica? Vá cobrar no Congo! Boa sorte! Camargo, criticou o dia da consciência negra, chamando, dia da consciência bandida’.

Ao dizer que:‘ Negros sempre ESCRAVIZARAM negros’. Ele não diz talvez por ignorância ou má-fé, o tipo de escravidão existente na África e no restante do mundo era muito diferente da escravidão imposta pelos portugueses; a escravidão geralmente era como pagamento de dívidas ou indivíduos que eram prisoneiros de guerra; qualquer tipo de escravidão é sempre uma forma odiosa, ainda era por tempo limitado. Continua o jornalista:‘ Quer reparação histórica’. Sim, a reparação é necessária, embora nenhuma reparação pode ser o suficiente para compensar 350 anos de escravidão de um povo.

 Ainda diz: ‘ Vá cobrar no Congo!’. No século XIX os imperialistas belgas, se estabeleceu no Congo isso em 1885 até o começo do século passado, tendo como rei Leopoldo II, onde foi cometido todo tipo de atrocidade e barbaria neste período, uma pessoa que usa de desdenho com este povo não serve para o cargo que se propõe ocupar. Os absurdos ditos por este senhor, continua: chamando o dia da consciência negra de ‘consciência bandida’. O senhor Sérgio Nascimento Camargo, tem todos os requisitos que o desqualifica para presidir a fundação Palmares.

Share:

Publicidade

Anuncio
Anúncio
Anúncio

Campanha: Doe Sangue, salve vidas!

Imagem: logo do EMOBA

Entre em contato através do telefone (71) 3116-5643, de segunda a sexta-fera, das 8h às 16h, ou envie um e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br.



Anúncio



Publicidade

Anúncio

Utilizamos Cookies

Utilizamos cookies para analisar o nosso tráfego. Ao navegar pelo nosso site você concorda com a Política de Privacidade.