Sociedade Plural: Notícias de Cachoeira, Notícias Recôncavo Baiano, Arte e Cultura Afro Brasileira...

Notícias de Cachoeira, Recôncavo Baiano e Cultura Afro Brasileira

Imagem: negro no poder
Imagem: Paulo Sérgio

Opinião

Fatos e Opinião
Imagem: instrumento médico

Pandemia da Covid-19

Noticias da Covid-19
Imagem: Segundo autor

Empregos

Empregos no Recôncavo

O Nobel de Literatura, fica para Abdulrazak Gurnah, da Tanzânia

 África: o Nobel de Literatura, fica para Abdulrazak Gurnah, da Tanzânia, que vive no Reino Unido 

Imagem: O Nobel de Literatura, fica para Abdulrazak Gurnah, da Tanzânia

O romancista tanzaniano Abdulrazak Gurnah, que vive no Reino Unido, é o vencedor do Prêmio Nobel de Literatura 2021. Seu nome foi anunciado hoje (7) pela Academia Sueca. Desde 2012, não era premiado um autor que não fosse europeu ou norte-americano. 

O escritor e romancista nasceu em 1948 na ilha de Zanzibar, no Oceano Índico, ao largo da Tanzânia, e se mudou para o Reino Unido na década de 60, como refugiado. Foi anunciado pela Academia Sueca, nesta quinta-feira, pela "penetração inflexível e compassiva aos efeitos do colonialismo e do destino dos refugiados no abismo entre culturas e continentes".

Abdulrazak Gurnah, de 73 anos, escreve em inglês e reside atualmente no Reino Unido, sendo os seus livros mais conhecidos Paradise (1994), Desertion (2005), e By the Sea (2001). O escritor é autor de dez livros, foi professor de inglês na Universidade de Kent e membro do júri do Prémio Man Booker, em 2016.

Apesar de sua primeira língua ter sido Suaíli, foi o inglês que se tornou a sua ferramenta literária. Prêmio foi concedido devido ao fato de sua obra estar centrada nos temas relativos aos refugiados.

O prêmio de Literatura é o quarto Nobel anunciado nesta semana. Na segunda-feira (4), os norte-americanos David Julius e Ardem Patapoutian foram agraciados com o Nobel de Medicina, pela descoberta de receptores de temperatura e toque na pele.

Na terça, o norte-americano nascido no Japão Syukuro Manabe, o alemão Klaus Hasselmann e o italiano Giorgio Parisi venceram o Nobel de Física 2021, pelo trabalho que ajuda a compreender sistemas físicos complexos como a mudança climática da Terra. Ontem, os pesquisadores Benjamin List, da Alemanha, e David MacMillan, dos Estados Unidos, ganharam o Prêmio Nobel de Química pelo trabalho de uma "ferramenta engenhosa de construir moléculas"

O Prêmio Nobel foi criado pelo inventor da dinamite e empresário sueco Alfred Nobel e é entregue desde 1901. 

Fonte: Agência Brasil

Share:

Anúncio

Anúncio

Livro Racismo Estrutural - Silvio Almeida

Campanha: Doe Sangue, salve vidas!

Imagem: logo do EMOBA

Entre em contato através do telefone (71) 3116-5643, de segunda a sexta-fera, das 8h às 16h, ou envie um e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br.



Anúncio

Anúncio

Utilizamos Cookies

Utilizamos cookies para analisar o nosso tráfego. Ao navegar pelo nosso site você concorda com a Política de Privacidade.